brand menu

Notícias

Fabio Biondo, conta como foi ser um dos vencedores da última edição do Festival

Original

“Eu queria ser o novo de novo”. Foi com essa vontade que Fabio Biondo decidiu concorrer em 2014 no Festival Clipes e Bandas, que ele aponta como referência em inovação no meio musical e uma vitrine para os produtores que desejam levar suas ideias a um público maior e mais variado. E a aposta de Fabio deu certo! Ele, que se dedica a ilustrações e ao segmento audiovisual, é quem assina a animação do clipe Às Vezes, de Tulipa Ruiz, um dos vencedores da categoria Melhor Videoclipe da artista. “Trabalhei longe de palpites e críticas e levei em conta mais a intuição que a lógica. Me ouvi e ouvi a música. A lógica deixei para o momento de calcular os segundos animados”, detalha Fabio, ao falar da escolha de um processo criativo mais autoral.

Atualmente, esse trabalho percorre as telas de festivais mundo afora e amplia sua rede de contatos e experiências. “Falei com a produção da Tulipa, eles foram super receptivos e me autorizaram a inscrever a animação em festivais. Ela já foi selecionada no Curta Amazônia Mundi e agora vai ser exibida na Armênia, no Reanimania, juntamente com o clipe que fiz para a música Subconsciente, da Branco ou Tinto. Esta foi o representante brasileiro na categoria videoclipes animados no Aníbar, em Kosovo”, orgulha-se. 

Para Biondo, vencer o Clipes e Bandas foi fundamental para criar um novo marco e um diferencial em sua carreira. “É um troféu que tem peso de delinear um profissional como um talento promissor. Vencer esse prêmio mudou a receptividade e a confiança que depositam em mim”, afirma. Aos novos participantes, ele não manda uma dica, mas um recado: “Que caprichem e coloquem a barba de molho por que vou participar de novo”.